• Criai Paraná

Criai participa de anúncio para a construção do Centro de Atendimento à Pessoa com Deficiência



O presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai), deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo, participou na manhã desta sexta-feira (27), da assinatura da ordem de serviço para a construção do Centro de Atendimento à Pessoa com Deficiência (CER), em Londrina.


A unidade, que fará parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema (Cismepar), será voltada ao atendimento interdisciplinar e reabilitação de pessoas com deficiência intelectual, auditiva ou física, de natureza temporária ou permanente, progressiva, regressiva ou estável, intermitente e contínua.


“Como presidente da Criai, me sinto honrado em participar deste momento que dá início à construção do quinto Centro Especializado de Reabilitação a ser implantado no Paraná, que beneficiará cerca de 40 mil pessoas com deficiência que residem nos 21 municípios do Cismepar. Hoje, 20% da população do Paraná possui algum tipo de deficiência, ou seja, uma em cada cinco pessoas”, afirmou Cobra Repórter.


A obra, que será construída ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Avenida Arthur Thomas, tem investimento total de R$ 5.241.912, fruto de emendas parlamentares dos então deputados Marcelo Belinati, Alex Canziani, Luiz Carlos Hauly, e então senadora Gleisi Hoffmann, e Álvaro Dias, e do deputado federal, Rubens Bueno.


Ao todo, a construção terá 1690 m2 em um terreno de 15.600,41 m2, contará com recepção e sala de espera; 12 consultórios gerais; 14 salas/box de terapia; uma cabine acústica; depósito de materiais de limpeza; vestiários masculino e feminino; e almoxarifado. Também estão incluídos, refeitório; sala de coordenação; arquivo; administração; dois blocos de sanitários; sala de macas; e sala de reuniões.


“Serão 40 profissionais das áreas de fisioterapia, psicologia, nutrição, fonoaudiologia, medicina, enfermagem, serviço social, educação física, pedagogia, música e terapia ocupacional, entre outras, para atender aqueles que, de alguma forma, sofrem com sequelas de doenças ou alguma deficiência e precisa deste apoio para recuperação. Parabéns a todos os envolvidos”, enfatizou o deputado.


Ele destacou o apoio do Governo do Estado, por meio do secretário estadual de Saúde, Beto Preto, que estava presente no evento e se colocou à disposição para garantir, pelo Estado, os equipamentos necessários, mobiliário e enxoval para garantir o funcionamento imediato do Centro após o término da obra.


O local contará com diretrizes de atenção à pessoa com deficiência intelectual, motora e auditiva. Prevê, também, o manejo clínico no cuidado de pessoas com Síndrome de Down; transtornos do espectro do autismo; triagem e reabilitação auditiva; lesão medular; pessoas amputadas; indivíduos com paralisia cerebral, acidente vascular ou traumatismos cranianos, entre outros agravos.


Com informações da Prefeitura Municipal de Londrina

4 visualizações0 comentário
BOTAO DO PANICO.png