• Criai Paraná

Criai pede rigor na investigação de idosa agredida por parente em Cambé


No último final de semana, um caso chocou os moradores de Cambé. No domingo, Dia das Mães, quando os filhos chegaram para almoçar com a Dona Marta, de 89 anos, a encontraram com os braços machucados, devido a um suposto desentendimento com uma parente. O caso teria ocorrido no sábado (09).

Os filhos chamaram a polícia, registraram Boletim de Ocorrência e levaram a senhora para atendimento médico. A suposta agressora foi localizada em um bar e confirmou que esteve na casa da vítima e que houve uma discussão. Ela foi presa, mas liberada mediante pagamento de fiança de R$ 2.500,00.


“Este é mais um absurdo que vemos contra os idosos. Esse caso não pode ficar impune e a suposta agressora deveria ter ficado presa. Nossos idosos estão à mercê daqueles que os agridem. Pedimos rigor nas investigações e que a Criai seja informada das providências tomadas. Também sou autor da lei que fornece o ´Botão do Pânico´aos idosos em situação de violência familiar e doméstica e tenho cobrado sua implementação”, afirmou o presidente da Comissão que Defende os Diretos da Criança, Adolescente, Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai), da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Cobra Repórter (PSD).

Ele também é autor da Lei 20.252/20, que institui o “JUNHO VIOLETA”: mês de conscientização e prevenção contra a violência à pessoa idosa.


O deputado, em nome da Criai, enviou ofício ao delegado de Cambé, Paulo Henrique Costa. O presidente da Criai alerta: “se alguém notar algo suspeito na vizinhança, Disque 181. No site da Criai (www.criaiparana.org), também é possível fazer uma denúncia clicando no ‘botão’ que fica logo na página principal”.

11 visualizações0 comentário
BOTAO DO PANICO.png