• Criai Paraná

Criai pede rigor na investigação do caso em que mãe é suspeita de matar a filha com deficiência


“De acordo com a Polícia Civil, uma mulher foi presa suspeita de ter matado a própria filha, que tinha deficiência intelectual, em Curitiba. Encaminhei um ofício à delegacia responsável solicitando rigor nas investigações deste caso bárbaro, que chocou a capital paranaense”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná, nesta quinta-feira (19).


Segundo a polícia, o caso aconteceu no dia 5 de maio, no bairro Cajuru, e a filha foi vítima de maus-tratos, tortura, cárcere privado e agressões, que causaram a morte dela.


O corpo da menina tinha queimaduras e foi encontrado em um local sujo. À polícia, a mãe da vítima disse que a filha morreu porque caiu de uma escada. A mulher é mãe de mais duas pessoas com deficiência.

6 visualizações0 comentário
BOTAO DO PANICO.png