• Criai Paraná

Criai pede rigor nas investigações do caso em que menino de 13 anos morreu após ser espancado


Foto: Redes Sociais

“Isso é um absurdo, uma atitude covarde e indescritível! Uma família destruída chora agora por um filho que se foi de forma brutal! Estou solicitando rigor nas investigações do caso que tirou a vida do menino Alekson Ricardo Kongenski de 13 anos”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná, que enviou um ofício, nesta quarta-feira (22), ao delegado da Polícia Civil, Marcos Felipe da Rocha Rodrigues, solicitando rigor nas investigações no caso do garoto que morreu depois de ser violentamente agredido por pelo menos cinco jovens nas proximidades de um Colégio Estadual em Apucarana.


Segundo a Polícia Militar (PM), alguns agressores já foram identificados. Eles devem responder por homicídio qualificado. A PM disse que a vítima e os agressores estudam no mesmo colégio. Ainda não se sabe o motivo do crime.


A PM informou ainda que Alekson Ricardo Kogenski chegou a ser encaminhado ao Hospital da Providência, mas morreu logo que deu entrada. O corpo foi encaminhado ao IML de Apucarana. A família autorizou a doação dos órgãos.

45 visualizações0 comentário
BOTAO DO PANICO.png