• Criai Paraná

Criai ressalta a importância de denunciar casos de abuso e exploração sexual infantil



“O trabalho da nossa comissão e da sociedade como um todo é preservar a integridade das nossas crianças e adolescentes. A data de hoje foi escolhida como forma de alerta: qualquer sinal de abuso de vulneráveis, denuncie!”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), sobre o 18 de maio. A data foi escolhida como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.


O deputado ressalta que denúncias podem ser feitas pelo telefone 181 da Polícia Militar. No ano passado, o Disque Denúncia contabilizou 1.422 registros de violência contra crianças no Paraná. Deste total, 338 foram referentes a abuso ou exploração sexual (23%). Em 2020, os registros totais foram de 1.577, e os de violência ou abuso sexual foram de 412 (26%).


“Quero ressaltar que o nosso site www.criaiparana.org também tem um canal para denúncias. Todas elas são encaminhadas para que as autoridades competentes investiguem”, afirmou o deputado Cobra Repórter.


O deputado destacou que o Conselho Tutelar e a Prefeitura de Primeiro de Maio, com o apoio da Criai e dos vereadores Gilmar Adriano Martins (Chuchu) e José Oscar Dias Martins (Zé Oscar), realizaram uma manifestação nas ruas da cidade contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.


O deputado ressaltou que a Criai trabalha em conjunto com a Força-Tarefa Infância Segura (Fortis) do Governo do Estado. A Fortis tem como objetivo estabelecer no Paraná a integração das políticas públicas dos sistemas de justiça, segurança pública, assistência social, educação e saúde, mediante ações articuladas, coordenadas e efetivas para o acolhimento e o atendimento integral às crianças e aos adolescentes vítimas de crimes e violências.


18 DE MAIO – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no País através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000. A data foi escolhida em memória de Araceli Crespo, de 8 anos, que foi raptada, drogada, estuprada e assassinada em Vitória, no Espírito Santo, no dia 18 de maio de 1973.

5 visualizações0 comentário
BOTAO DO PANICO.png