• Criai Paraná

Criai solicita informações sobre o caso de autista barrado em ônibus de Curitiba com cão de serviço


(Foto: Reprodução/Redes sociais)

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), enviou, nesta quarta-feira (10), um ofício para a Urbanização de Curitiba (Urbs), responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo da cidade, solicitando informações relativas ao caso de um rapaz, de 29 anos, autista que foi barrado em um ônibus de Curitiba com seu cão de serviço.


Parte do momento em que ele foi expulso foi registrada pelo próprio rapaz. Segundo ele, um funcionário da Urbs disse que o rapaz não poderia ficar no ônibus com o cão.


A Prefeitura prometeu resolver a situação. Disse que está elaborando a regulamentação para assegurar às pessoas com deficiência o direito de ingressar com cão de assistência no transporte coletivo. Hoje, de acordo com o decreto 1.356/2008, é proibido transporte de animais nos ônibus, com exceção do cão-guia, reconhecido por lei como acompanhante apenas de pessoas cegas ou com baixa visão.


Após a situação, o rapaz teve uma crise no meio da rua. O deputado estadual Cobra Repórter ressalta que o serviço do cão é essencial para dar suporte ao jovem e ele não poderia passar por uma humilhação como essa que só agrava mais ainda o medo do autista de sair de casa.


Sobre esse caso específico, a Prefeitura disse ainda que a Urbs e o Departamento dos Direitos da Pessoa com Deficiência vão trabalhar em conjunto para, em caráter excepcional, permitir o acesso de ambos ao transporte coletivo até que a regulamentação seja publicada.

1 visualização0 comentário
BOTAO DO PANICO.png