• Criai Paraná

Criai solicita rigor nas investigações sobre preso suspeito de estuprar enteada autista



O deputado estadual Cobra Repórter (PSD) solicitou à delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) de Ponta Grossa, Ana Paula Cunha Carvalho, rigor na apuração do caso de um homem suspeito de estuprar a própria enteada, portadora de autismo. O suspeito foi preso na segunda-feira (21) em uma operação da Polícia Civil e da Força Nacional, na cidade de Foz do Iguaçu.


Segundo a notícia divulgada pelo Portal G1, o crime aconteceu em Ponta Grossa e foi denunciado pela mãe da vítima. O suspeito estava foragido desde agosto, quando um mandado de prisão foi expedido também por armazenamento de imagens de cunho sexual envolvendo menores. Além disso, ele era procurado por um homicídio em 2014, em Colombo.


“Um crime absurdo que queremos que seja apurado e, confirmado os fatos, o agressor seja punido com os rigores da lei. É preciso proteger nossas crianças e com atenção especial para aquelas com algum tipo de deficiência que, muitas vezes, têm maior dificuldade de denunciar abusos”, ressaltou o deputado Cobra Repórter, que é o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná.


O requerimento solicita que a Criai seja mantida informada das investigações e das providências tomadas.

0 visualização0 comentário
BOTAO DO PANICO.png