• Criai Paraná

Deputado Cobra Repórter pede rigor nas investigações da morte de menino autista em Ponta Grossa



O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) apresentou, nesta segunda-feira (21), um ofício solicitando rigor nas investigações da morte de um garoto autista de 19 anos na cidade de Ponta Grossa.


“A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está investigando o caso. Ele foi encontrado morto na sexta-feira (18), na casa onde morava com a mãe e o padrasto. Após investigações preliminares, a polícia decretou a prisão do casal. Segundo a PCPR, o jovem tinha marcas de agressão e o casal é suspeito de maus-tratos. A polícia suspeita que o garoto era agredido pelo menos desde 2018. Na época, a vítima deixou de frequentar um centro especializado em autistas. Isso é inconcebível, um absurdo e a Criai vai acompanhar os trabalhos da polícia de perto para que a justiça seja feita”, declarou o deputado Cobra Repórter.


A Polícia Civil informou que o jovem era mantido em condições subhumanas na residência do casal: em um banheiro desativado, com teto mofado, infiltrações, sem iluminação e sem condições de higiene. O rapaz também seria amordaçado durante crises. Diante das provas colhidas no local, os policiais autuaram o casal pela prática de maus-tratos com resultado morte. A pena pode chegar a 12 anos de prisão.

11 visualizações0 comentário
BOTAO DO PANICO.png