Criai Paraná 2019 | Todos os direitos reservados.

  • Criai Paraná

Inclusão através do Esporte Paralímpico

Texto: Patricia Schmidt / Assessoria Subtenente Everton

Foto: Assessoria Subtenente Everton

Sob o sol forte e um céu azul, o público compareceu ao 3º Festival Militar Paralímpico em Curitiba, no sábado, dia 5 de outubro, das 9h às 14h, na sede do Instituto Paranaense de Ciência do Esporte. As pessoas puderam conhecer e participar de diversas modalidades paralímpicas, compartilhar a mesma quadra e aprender com os paratletas o vôlei sentado, por exemplo. “O evento alcançou com sucesso o objetivo da inclusão, as pessoas interagem através do esporte, eu me diverti jogando tênis e pude sentir a dificuldade de jogar o vôlei sentado. Mas todo o esforço valeu a pena!”, disse o deputado estadual Subtenente Everton, integrante da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, Adolescente, Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) e coordenador da Frente Parlamentar de Apoio e Defesa ao Paradesporto da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).


As pessoas tiveram a oportunidade de vivenciar o voleibol sentado, o rugby em cadeira de rodas,o atletismo e a esgrima paralímpica. A Banda da 5ª Divisão de Exército tocou o Hino Nacional Brasileiro e o evento contou com a presença do Comandante da 5ª Região Militar, Major Marcelo Walz; o aspirante oficial, Edson Ferreira, a 1ª Ten. Muller da 5ª Região Militar representando a Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército; a 1ª Ten. Flávia representando o Cindacta II, o 1º Sargento Vilela representando o Corpo de Bombeiros, o 1º tenente Sérgio Adriano Vida, representando os militares por ser o mais antigo militar com deficiência; o 1º tenente Luís Cavalli, coordenador do Programa Militar Paralímpico do CPB e o vice-presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Paulo Roberto Brunel. O deputado Subtenente Everton homenageou com menção honrosa os paratletas que representaram o Paraná nos jogos Parapan-Americanos, em Lima, no Peru.


O evento é uma promoção do Programa Militar do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), em parceria com Instituto Paranaense de Ciência do Esporte (IPCE), e apoio da Frente Parlamentar de Apoio e Defesa ao Paradesporto. A primeira edição do Festival aconteceu, em Santa Catarina; o 2º Festival Militar Paralímpico foi realizado na cidade de Lagoa Santa, em Minas Gerais.

5 visualizações
BOTAO DO PANICO.png
  • Facebook