• Criai Paraná

Maio Laranja: mês de combate ao abuso e exploração sexual de crianças



O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi ontem (18), mas todo o mês de maio está sendo dedicado à realização de atividades de prevenção e conscientização: é o chamado “Maio Laranja”. Por isso, prédios públicos como Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Palácio Iguaçu, Palácio das Araucárias, Museu Oscar Niemeyer receberam iluminação especial para chamar atenção de toda a sociedade sobre o tema.

“O debate sobre o abuso e exploração sexual é de fundamental importância para conscientizar a população sobre a necessidade de denunciar. São vários os canais! Destaco aqui o Disque 181 e também o site www.criaiparana.org. Lá, você encontra um botão de denúncias já na página principal, basta clicar e preencher o formulário com as informações. Os dados mostram a importância da prevenção”, explicou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), que é o presidente da Comissão que Defende os Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) na Assembleia Legislativa.


Dados do Sistema de Informação de Agravos (SINAM) mostram que em 2019, dos 40.551 mil casos notificados de violência interpessoal/autoprovocada no Paraná, 44,01% (17.863) envolveram crianças e adolescentes. No que se refere às notificações de violência sexual, os dados no Estado são alarmantes. Dos 4.326 registros, 76,9% (3.329) foram praticados contra crianças e adolescentes.


Neste ano, são 4,7 mil novas denúncias, que revelam que mais de 70% dos casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes são praticados por pais, mães, padrastos ou outros parentes próximos das vítimas. Também em mais de 70% dos registros, a violência foi cometida na casa do abusador ou da vítima.


AÇÃO – Nesta segunda-feira (18), o deputado estadual Cobra Repórter apresentou um projeto de lei que institui, em caráter permanente, a Força-Tarefa Infância Segura (Fortis) de prevenção e combate aos crimes contra a criança, integrada por representantes dos três Poderes do Estado e da sociedade organizada.


A Força-Tarefa Infância Segura, uma iniciativa inédita, é uma rede de proteção envolvendo secretarias do Paraná, Judiciário, Ministério Público e instituições da sociedade civil organizada para a integração das políticas públicas dos sistemas de justiça, segurança, assistência social, educação e saúde, com ações coordenadas e efetivas para o acolhimento e o atendimento integral às crianças vítimas de violência.


7 visualizações
BOTAO DO PANICO.png

Criai Paraná 2019 | Todos os direitos reservados.

  • Facebook