• Criai Paraná

Presidente da Criai pede rigor nas investigações em caso de menino estuprado em Londrina



A Polícia Militar (PM) atendeu o caso de uma tentativa de linchamento de um homem, de 51 anos, no jardim Nova Olinda, em Londrina, nesta segunda-feira (08). Ele é suspeito de estuprar um menino de 8 anos. Segundo a PM, a mãe da criança cortou a mão ao ir tirar satisfação na casa do acusado de estupro. A PM informou que o homem foi encaminhado à delegacia. A criança foi encaminhada ao hospital onde passou por exames.


Os relatos do menino apontam que o homem mandou ele tirar a roupa e praticou relação. Quando indagado pela equipe, o detido negou que teria praticado atos libidinosos contra o garoto. Os familiares do suspeito, incluindo sua esposa, estavam em um velório no momento do suposto abuso de acordo com a polícia.


O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), que é o presidente da Comissão que Defende os Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) na Assembleia Legislativa do Paraná, já pediu rigor nas investigações por parte do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) de Londrina.


“Chega de dor e sofrimento das nossas crianças. Temos que enfrentar esse problema juntos! Denunciar e fortalecer os mecanismos de proteção à criança e ao adolescente”, disse o presidente da Criai que, este ano, apresentou um projeto de lei que institui, em caráter permanente, a Força-Tarefa Infância Segura (Fortis) de prevenção e combate aos crimes contra a criança. A Fortis, uma iniciativa inédita do Governo do Estado, vem desempenhando um trabalho de fundamental importância com ações coordenadas de acolhimento e atendimento integral às crianças vítimas de violência.

0 visualização
BOTAO DO PANICO.png

Criai Paraná 2019 | Todos os direitos reservados.

  • Facebook