• Criai Paraná

Presidente da Criai repudia atitude de apresentador que ofendeu pessoas com deficiência



“É inadmissível um apresentador de TV menosprezar, durante seu programa, a capacidade das pessoas com deficiência. Isso para mim é uma atitude grotesca e não podemos permitir isso de forma alguma”, disse o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), que é o presidente da Comissão de Defesa da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O deputado disse isso depois que viu a gravação de um apresentador de uma emissora de TV de Campo Mourão em que denegriu e ofendeu as pessoas portadoras de deficiências físicas, menosprezando suas condições excepcionais. O apresentador também acabou sendo processado pelo Ministério Público do Paraná pelo dano causado. Em um dos trechos da gravação, ele diz: “Para mim, é o seguinte: discutir em rede social é igual participar de Paraolimpíada, com meu respeito, você pode até ganhar, mas você continua deficiente com pouca visibilidade e não é exaltado e aplaudido pelos outros”.

Em razão disso, o deputado apresentou requerimento na Alep, nesta segunda-feira (11), repudiando a atitude do apresentador. “Esta Assembleia Legislativa, por intermédio da comissão que presido, manifesta seu repúdio às palavras ridículas deste comunicador”, ressaltou o deputado Cobra Repórter.

MINISTÉRIO PÚBLICO - A 3ª Promotoria de Justiça de Campo Mourão, com atribuições de Proteção aos Direitos da Pessoa com Deficiência, ajuizou ação civil pública contra o apresentador que proferiu as ofensas contra pessoas com deficiência. A emissora também é ré na ação. Além de requerer liminarmente a retirada do vídeo do site da emissora, a ação pede a condenação dos envolvidos ao pagamento de R$ 200 mil por danos morais coletivos, a serem revertidos ao Fundo Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

0 visualização
BOTAO DO PANICO.png

Criai Paraná 2019 | Todos os direitos reservados.

  • Facebook