Criai Paraná 2019 | Todos os direitos reservados.

  • Criai Paraná

Violência Contra os Idosos é tema de entrevista na Aerp



O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), esteve, na manhã desta quarta-feira (25), na Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp), em Curitiba, para o Programa “Em Pauta” que teve como tema: Violência Contra os Idosos!


“Precisamos criar campanhas de conscientização, treinamento de profissionais de saúde, de cuidadores e a criação de políticas públicas para melhorar o atendimento à população mais velha. A instalação de delegacias dos idosos é de fundamental importância, por exemplo, para combater esta violência”, afirmou o deputado estadual Cobra Repórter, que destacou também o trabalho que a Criai tem feito em relação às denúncias que chegam pelo site (www.criaiparana.org).


Ele lembrou ainda o fato de terem percebido um aumento do serviço do Disque Idoso Paraná (0800 41 0001) de 2017 para 2018. Enquanto o número de denúncias passou de 676 para 788, o número de orientações fornecidas por telefone, e-mail ou presencialmente passou de 1020 em 2017 para 1897 em 2018. Nos primeiros cinco meses de 2019, já foram registradas 590 denúncias – a grande maioria delas por violência física praticada por familiares, com associação ao uso de drogas e bebidas alcoólicas.


Durante a entrevista, o deputado estadual Cobra Repórter (PSD) também reforçou que, esse ano, apresentou um projeto de lei para incluir no Calendário Oficial de Eventos do Estado do Paraná, o “JUNHO VIOLETA”: mês de conscientização e prevenção contra a violência à pessoa idosa. O pedido foi feito pelo assessor de Política da Pessoa Idosa da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf-PR), Matheus Mokdese, que também participou do debate da Aerp.


O “JUNHO VIOLETA” tem como um dos objetivos reprimir e combater a violência contra os idosos. “A participação das pessoas idosas na população total, que era de 7,5% em 2010, deverá ser de quase 20% em 2040, segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Esta dinâmica fará com que, a partir do final dos anos 2030, o número de idosos se torne maior que o número de crianças, passando de 32 idosos para cada grupo de 100 crianças em 2010, para 118 idosos para cada 100 crianças, em 2040”, disse o deputado Cobra Repórter.


A coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, irmã Terezinha Tortelli, também participou do “Em Pauta” e falou sobre atuação da entidade, que presta assistência especial aos idosos em situação de vulnerabilidade. A pastoral foi criada pela CNBB, que capacita voluntários para fazer visitas domiciliares aos idosos mais vulneráveis.


BOTÃO DO PÂNICO PARA IDOSOS – No Programa da Aerp, o deputado estadual Cobra Repórter destacou ainda que ele e o ex-deputado estadual Ney Leprevost, hoje, secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), criaram um projeto em que idosos em situação de violência doméstica e familiar também terão direito a usar o dispositivo de segurança Botão do Pânico. O projeto de lei nº 499/2017, alterou a lei 18.868/2016, estabelecendo diretrizes gerais para a implementação e o uso do sistema, criado para proteger mulheres que são potenciais vítimas da violência.

31 visualizações
BOTAO DO PANICO.png
  • Facebook